sábado, 26 de julho de 2014

Sobre Penny Dreadful - motivos para assistir essa série incrível!

É muito difícil eu me interessar por filmes e séries que possuem o terror como tema principal. Não acho esse um gênero menor, longe disso, mas sou extremamente impressionável. O engraçado é que quando eu era criança simplesmente amava levar sustos. Hoje em dia, nem tanto :)

Mas, ao ver o trailer de Penny Dreadful há alguns meses atrás, senti que essa era uma série que precisava ser acompanhada de perto. E não estava nem um pouco errada! Abaixo, listo alguns dos motivos para você correr para assistir cada um dos oito maravilhosos episódios:


Vanessa Ives (Eva Green)

Eva Green, que mulher!

Vanessa é a personagem central da trama, uma mulher com um passado misterioso e a habilidade de se comunicar com o sobrenatural.

A atuação de Eva Green é impressionante. Seja em cenas sutis, onde Vanessa fica toda ruborizada ao encontrar Dorian Gray (sim, aquele do retrato), ou em cenas de possessões, ela consegue esfregar todo o seu talento na nossa cara. Mais uma vez (nunca me cansarei de dizer): que mulher!



Roteiro/ Direção

O roteiro de Penny Dreadful é fabuloso! Um beijo pro John Logan, que juntou tudo que há de melhor nas novelas de terror séc. XIX, dando uma aula de como criar uma história nova sobre mitos já existentes sem descaracterizá-los (alô Stephenie Meyer).

Já não bastasse isso, a série tem uma direção primorosa. O que mais me encantou  foi que Penny Dreadful não cai no susto barato. A história é contada por vezes de maneira até lenta, gerando todo um suspense para, no momento certo, nos deixar boquiabertos. 



Grand Guignol

O Grand Guignol era um teatro que ficava na França e tinha como principal fonte de entretenimento peças que mostravam o horror naturalista, tudo com muito sangue. Os personagens retratados nessas peças também eram aqueles ~ das camadas mais baixas ~, que a sociedade daquela época (e a de agora também)  não costumava muito aceitar.

A grade sacada de Penny Dreadful foi resgatar o Grand Guignol para ser o cenário de uma das criações do Dr. Frankenstein, um sujeito que por ser diferente não consegue pertencer a nenhum lugar, sendo aceito somente ali (lembro de uma aula de teatro que a professora falava que tudo o que é pitoresco pertence ao teatro <3)



Os segredos

Absolutamente ninguém nessa série é bom. Mas também ninguém é mau. Todos possuem seus segredos, medos, inseguranças, dualidades, conflitos e tal. Gente como a gente (ou - muito provavelmente, eu espero - não)




Enfim, é possível listar dezenas de motivos para assistir Penny Dreadful, mas você ficaria lendo e esqueceria de assistir a série. Portanto, corra!



Nenhum comentário:

Postar um comentário