segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Sobre Vincent



Sempre gostei do Tim Burton, de verdade. Lembro que ~ coincidentemente ~ costumava ter dor de cabeça quando passava Os Fantasmas se Divertem na TV, sendo obrigada a faltar na escola e ficar em casa, enrolada em um cobertor enquanto tomava meu Nescau. Tempos difíceis... 


Por incrível que pareça, mesmo gostando do Tim Burton, não foi em um filme dele que conheci o Johnny Depp. Nem em Piratas do Caribe, como praticamente todo o mundo. Mas isso é pra depois. Quero falar sobre um curta-metragem do Tim Burton que eu auto-intitulo de "Meu pequeno Xodó", mas que é conhecido pelo restante das pessoas como Vincent.

Vincent é o primeiro filme de animação feito por Tim Burton, lá em 1982. Assim como praticamente toda a obra de Burton, ele mescla o lúdico ao sombrio ao declamar (sim, a narração é um poema todo rimado <3) a história de Vincent, um jovem todo esquisito, como foi o próprio diretor. 


Narrado por Vincent Price, lendário ator de filmes de terror (e a voz por trás de Thriller - Mwahahahaha), o curta-metragem é praticamente uma receita de como Tim Burton se utiliza de suas referências estéticas e cinematográficas. Da massa composta por poemas do Edgar Allan Poe aos confeitos formados por filmes de terror B, está tudo lá!

Como eu disse, Vincent é um personagem desajustado, como a maioria dos protagonistas do diretor. Esse, talvez, seja o maior motivo de eu me identificar tanto com o personagem. Acreditem, eu era uma criança estranha, daquelas que parecem ter saído de um desenho animado de gosto duvidoso, e que vivia mais no mundo da lua que no mundo real.

Enfim, Vincent é um filme curtinho, que você pode assistir rapidinho e encher todo o seu dia da fofura dark que só Tim Burton é capaz de proporcionar <3






Nenhum comentário:

Postar um comentário