sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Sobre blogs antigos

Olha, se tem uma coisa que eu fiz nessa vida, essa coisa foi escrever em blog.
Quando eu criei meu primeiro blog, lá em 2004, eu tinha uns 13, 14 anos. Nele eu escrevia sobre a Valery, filha bastarda do Lord Voldemort. Sim, eu já escrevi fan fictions de Harry Potter. 


Antes disso, quando eu era criança, costumava reescrever os finais de filmes. Acreditem se quiser, mas tenho pelo menos umas cinco versões diferentes de A Lagoa Azul. Só que naquela época eu não tinha um blog para poder publicá-las.

Enfim, na época da faculdade participei de uns sete, oito blogs. Tinha o blog pra aula da Polly, o blog pra aula da Raquel — que, aliás, era um blog lindo feito com pessoas lindas, o Caras de SP —, o blog pra aula do Urbano, o blog pra aula do Bicudo, o blog pra (...) e o meu próprio blog, onde publiquei duas crônicas, cansei e desativei.

Com tantos blogs, era assim que eu passava os dias.

No finalzinho da faculdade, eu e minha prima criamos um blog de crônicas bregas, mas também cansamos dele e desativamos.

Depois que comecei a trabalhar e tudo o que escrevia eram coisas da empresa, eu senti uma necessidade louca de fazer rimas e escrever coisas bonitas. Resultado: fiz um blog de poesia! Nesse até que eu fiquei um bom tempo postando, mas comecei a fazer cursos e acabei deixando ele de lado. Mas, qual não foi a minha surpresa ao entrar essa semana em um endereço de e-mail antigo e descobrir que alguém deixou comentários nas poesias? Isso uns dois anos depois de eu parar de publicar.

Fiquei emocionada, de verdade!
Aí fui ler os antigos poemas e relembrar as coisas pelas quais eu estava passando. Deu até apertinho no coração. Situações que eu presenciei, um menino que eu achei que seria pra vida inteira, mas não foi, o trabalho que tava me matando — de gastrite e de tristeza —, a descoberta de uma nova filosofia, tava tudo lá.

Tudo isso para dizer que depois disso decidi não desistir desse blog jamais. Quero manter isso aqui pra sempre. Quero estar velhinha, acessar o Sobre Pequenas Obsessões e mostrar para os meus netinhos (será que ainda vai existir internet até lá?). Sabe, as pessoas podem até achar que a blogosfera vai acabar, mas eu a vejo como um novo meio de registrar o cotidiano, aquilo que se vive, como foram antigamente os diários. E mais antigamente ainda as paredes.

Gostei de entrar em um grupo como o Rotaroots e ver tanta gente escrevendo, tantos blogs sendo feitos, tantas histórias sendo contadas. Deu até um ânimo!

Enfim, para não me alongar, e aproveitando pra dar uma homenageada no mito Nimoy: "vida longa e próspera para a blogosfera"!




Atualização: Tinha feito essa postagem uns dias atrás e, qual não foi minha surpresa ao ver que esse era um dos temas de março do ROTAROOTS???? #chocada

Então é isso, se junte com a gente e "não deixe a blogosfera morreeeeer, não deixe a blogosfera acabaaaarrr..."


13 comentários:

  1. Adorei ler seu post! Isso eh um incentivo para quem está começando ( eu aqui). Fiquei curiosa para ler esses seus poemas antigos. Bjsss www.janelasingular.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Paula!

      Brigadinha por ler e comentar! <3

      Quem sabe um dia eu publico os poemas por aqui? Vou selecionar os menos vergonhosos hahaha.

      E ó, é uma delícia escrever blog!
      Just keep swimming!

      Bjo

      Excluir
  2. YEY te conheci por causa de um blog, conheci o Victor-mozão através do blog dele e aí me dei conta que conheci um tantão de gente por causa de blogs!! <3 <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Lu, a gente se conheceu pelo blog da Leaf <3 <3 <3 Nem coloquei o blog da Leaf aqui pq aff, é saudade demais escrever pra lá (e pq só coloquei dos meus blogs simplinhos, ter escrito pra Leaf é ostentação demais <3)

      Muito amor por blogs...

      Excluir
  3. Me deu nostalgia. Já tive 5 blogs diferentes. Deletava e voltava, ou seja, não consigo deixar de escrever.
    O rota me fez amar ainda mais a blogosfera, tem pessoas fantásticas, temas maravilhosos e me dá um gás para continuar.
    Enquanto tivermos voz, continuaremos.
    Isso aqui é muito pessoal, mostra muito de você e acho que assim cria ligações entre todos os outros, experiências compartilhadas, para mim é o mais válido.

    Bjãooo e vamo em frente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Léa! Não vamos deixar a blogosfera acabar jamais!!! Faz pouco tempo que tô no Rota, mas já tô 'garrando' um amor mto grande por lá.

      Muuuuuito obrigada por ter visitado e comentado no meu blog.

      Bjão!

      Excluir
  4. Olá! Vim voando do Rotaroots, onde tb participo com essa postagem. Acho que foi a coincidência geral... a maioria estava fazendo post com o tema blogosfera ou mulher rsrs.
    Quer dizer que vc é da velha guarda então? Eu não sou blogueira há tanto tempo, mas sempre li blogs e sempre gostei de estar neles, então assim como vc, acho que não acabará não... é o tipo de coisa que quem faz por amo, não abandona.

    Abração e lindo dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Concordo plenamente! Blogs são um caso de amor.
      Apesar de ser da velha guarda (ai, me senti meio velhinha agora hahaha), é a primeira vez que faço um blog nesse estilo, colocando tudo o que eu quero. Antigamente cada blog meu tinha um tema. Tô amando escrever assim, de um jeito mais leve!

      Obrigada por ler e comentar!

      Bjinho.

      Excluir
  5. Que lindeza de post! Super me identifiquei! Parece que você descreveu minha vida na blogosfera hahaha
    Conhecer o rotaroots me deu muita vontade de blogar novamente <3
    A única coisa que eu não fazia era escrever fanfics :P

    Bj <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que linda! Obrigada pelo comentário!

      É mto bom escrever, ajuda no nosso equilíbrio mental!

      Bjo!

      Excluir
  6. Também já comecei e parei algumas vezes, já escrevi para blogs na faculdade e já morri de vergonha com textos do passado. Mas recordar é viver, não é mesmo?
    E não se preocupe: não duvido que a internet continuará firme e forte na época dos seus netinhos!
    Beijos!

    http://www.diarioquaseescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Lê, tomara mesmo que continue!
      É uma delícia relembrar bons momentos. E tb é mto bom ver que superamos os maus.

      Bjo!

      Excluir
  7. Ah meu Deus, estava eu aqui procurando algo super Retrô, algo que eu me identificasse e tals, a verdade é que estou procurando algo diferente, um vício que faça bem a mim❤ e acho que achei em seu blog😊 pronto! Tá aí meu mais novo vício!

    ResponderExcluir