sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Sobre "Sim, Johnny Depp, eu gosto de você"

2006: Johnny Depp, melhor ator do mundo! Esse cara não cansa de ser genial! Johnny e Tim de novo? Obrigada, mundo!

2015: Johnny Depp já deu o que tinha que dar! Ele só se repete! Johnny e Tim de novo? Ih, prevejo fracasso!


Antes de qualquer coisa, sou muito fã do Johnny Depp. Muito fã mesmo! Claro que antes de ser  ~adulta~ era bem mais, até porque tinha mais tempo para isso. Colecionava recortes de revistas, traduzia matérias e assistia aos filmes — isso em uma época que baixar era tão demorado que você acabava desistindo e indo a uma locadora mesmo. Ah, e tinha mais de duas mil fotos dele salvas no meu pc. Para quê? Não faço a menor ideia.

Conheci o ator em Don Juan de Marco, filme que eu encontrei nas coisas do meu tio enquanto fuçava o armário de livros dele. O engraçado é que isso foi um pouco antes da estreia de Piratas do Caribe, quando minhas colegas não tinham a mínima noção de quem era o cara que eu não parava de falar.

Depois de Piratas tudo mudou: todos o amavam e eram seus fãs... Mas aí o Depp passou a fazer filmes que ninguém mais gostava. E agora, sempre que os sites falam sobre seus lançamentos, tudo que vejo é uma enxurrada de críticas ao pobre.

Se eu fico chateada? Nenhum pouco.

Pelo que eu conheço de Mr. Depp, ele deve estar amando tudo isso, poder ser de novo o cara estranho, idiossincrático e subestimado pelo público e pelos estúdios. É assim que ele se sente confortável. E são nos filmes que passam despercebidos pela multidão, que Johnny Depp nos entrega seus melhores personagens. Como boa fã, deixo minha listinha das obras pouco conhecidas, porém maravilhosas, do ator que me acompanhou durante todo período escolar (inclusive, até hoje recebo mensagens de amigas quando algum filme dele vai passar na TV. Muito amor).

Ed Wood
Tim Burton, sim. E, em minha opinião, com o melhor filme de sua carreira.
Johnny Depp interpreta Ed Wood, conhecido como o pior cineasta do mundo. Wood era um sonhador, queria fazer os melhores filmes e se achava genial. Pena que a crítica e o público não concordavam muito com isso.

Don Juan DeMarco
Tá que a trilha sonora é uma música meio breguinha do Bryan Adams, mas o filme é muito bom, minha gente. Marlon Brando e Johnny Depp formaram uma ótima dupla nesse filme inspirado na versão de Lord Byron para as histórias do famoso sedutor.

Medo e Delírio em Las Vegas
Baseado no romance do escritor Hunter S. Thompson, Medo e Delírio em Las Vegas mostra o jornalista Raoul Duke (inspirado no próprio Thompson), seu advogado, Dr. Gonzo, e diferentes tipos de drogas em uma viagem para Las Vegas.

Profissão de Risco
Johnny Depp interpreta George Jung, famoso traficante americano — ele foi o mais importante importador de cocaína dos anos 70. Enfim, o filme fala sobre as idas e vindas do cara pelas drogas e suas várias prisões.

Do Inferno
Um dos meus preferidos! O filme conta a história do inspetor Abberline utilizando seus poderes psíquicos para desvendar o assassino que promoveu um massacre de prostitutas na Inglaterra de 1888.



Nenhum comentário:

Postar um comentário